Buscas relacionadas:

Blindagem automotiva

A blindagem automotiva é um processo indicado para quem deseja reforçar a proteção dos veículos contra impactos, como os causados por projéteis de armas de fogo, por exemplo. O serviço leva em torno de 30 dias para ser concluído e quando finalizado oferece proteção ao motorista e passageiros. Para saber mais sobre o assunto, confira os tópicos abaixo!

  • O que é a blindagem automotiva?
  • Como é feita a blindagem automotiva?
  • Quais os tipos de blindagens disponíveis atualmente no mercado?
  • Normas relacionadas à blindagem automotiva
  • Como é realizada a manutenção da blindagem automotiva?
  • Quais são os tipos de blindagem militar?
  • Vale a pena blindar um carro antigo?
Blindagem automotiva

O que é a blindagem automotiva?

A blindagem automotiva é um serviço que tem o intuito de tornar um veículo mais resistente a fortes impactos causados por explosões, ataques com pedras e barras de ferro, projéteis disparados com arma de fogo, entre outros. 

A proteção extra é aplicada tanto nos vidros quanto na lataria do carro, de acordo com as preferências e necessidades do cliente. 

Esse processo pode ser realizado em diversos tipos de automóveis, desde carros de passeio a veículos militares. 

No entanto, é fundamental procurar profissionais credenciados e especializados em blindagem automotiva

Isso porque prestadores de serviço qualificados garantem que as blindagens automotivas sigam todas as normas estabelecidas pelos órgãos reguladores, a fim de que o veículo seja realmente protegido e, ao mesmo tempo, não perca a performance.

Além de proteger o veículo, a blindagem automotiva oferece outros benefícios, como maior privacidade ao motorista e passageiros, já que dificulta a visualização de fora para dentro do carro.

Fora isso, acontece também a valorização do automóvel, com um acréscimo em seu preço de mercado.

O serviço costuma ser visto como um símbolo de status, já que geralmente está associado a carros de alto valor, como utilitários esportivos de marcas renomadas internacionalmente. 

Porém, por estar relacionada à proteção dos veículos, vale considerar a blindagem para carros populares também, de acordo com as necessidades de cada cliente. 

É importante ressaltar ainda que a blindagem de vidro automotivo e da lataria é uma medida de segurança, mas não proporciona imunidade total aos ataques, e sim diminui a possibilidade de danos.

Por isso, o serviço deve ser acompanhado de outras atitudes, como evitar rotas perigosas e não expor objetos de valor quando os vidros estiverem abertos.

Como é feita a blindagem automotiva?

Diversos procedimentos são realizados antes e durante a blindagem automotiva

Antes de começar a blindagem vidro automotivo e da lataria, um técnico avalia o veículo, identifica as áreas que serão protegidas e recomenda o melhor método para o serviço, a fim de atender as expectativas do proprietário.

É necessário remover as partes do carro que passam por modificações, além de aplicar materiais de proteção nos vidros, portas, tetos e outros componentes estruturais.

Então, o reforço da proteção é aplicado com a instalação de chapas de aço e outros materiais resistentes a impactos. 

O vidro blindado é composto por placas transparentes de policarbonato, intercaladas com chapas também feitas de vidro e possui uma espessura que pode chegar a 4 cm, o que lhe confere alta resistência balística.

Já a lataria recebe camadas de aramida (um tecido especial), combinadas com aço inox laminado.

Quando esses processos são concluídos, é feita a reinstalação das partes removidas, com o cuidado para que o veículo mantenha a aparência e o desempenho originais. 

Por fim, o carro é submetido a rigorosos testes que comprovam a eficácia da blindagem automotiva e garantem que todos os componentes estejam em perfeitas condições.   

Vale destacar que todo o processo das blindagens automotivas dura em torno de 30 dias, mas isso varia conforme o modelo do veículo e as demandas do cliente.

Quais os tipos de blindagens disponíveis atualmente no mercado?

Existem vários tipos de blindagem automotiva disponíveis no mercado, com diferentes objetivos e níveis de proteção, conforme destacado a seguir: 

Blindagem Nível I

A blindagem nível I é a de menor custo, pois resiste apenas a armas de calibre baixo, como revólveres 22 e 38. 

Por apresentar um valor mais acessível de serviço, é também solicitada com mais frequência por proprietários de veículos em comparação a outras blindagens automotivas.  

Blindagem Nível II e II-A

Esse tipo de blindagem tem eficácia um pouco maior do que a de nível I, protegendo contra projéteis de pistolas 9 mm e Magnum 357. 

Por conta disso, a blindagem automotiva preço nível II e II-A também é mais elevado que a do método anterior.

Blindagem Nível III-A

A blindagem nível III-A é a mais resistente entre as permitidas para automóveis de passeio. 

A proteção oferecida por essa blindagem inclui impactos causados por projéteis de submetralhadoras 9 mm e Magnum 44.  

Além de se atentar ao nível de blindagem desejado, é preciso seguir algumas normas para modificar o veículo, em especial quando se trata de escolher a empresa que prestará o serviço.

Normas relacionadas à blindagem automotiva

As blindagens automotivas no Brasil são regulamentadas pelo Exército, ou seja, não é possível ter um carro blindado sem antes conseguir documento carro blindado emitido pela instituição nacional.

É necessário obter a Declaração de Blindagem e um registro de aquisição de propriedade de veículo automotor blindado, ambos fornecidos pelos militares. 

Para isso, deve-se procurar uma empresa licenciada em blindagens automotivas e pagar uma taxa, além de reunir a documentação solicitada. 

Os documentos passam por uma análise e, em seguida, o despacho do requerimento em questão é emitido. 

Por fim, com tudo aprovado, o Exército concede o registro, o que permite ao proprietário escolher o nível de blindagem para seu veículo e se dirigir até a empresa prestadora do serviço. 

Quer ter acesso às melhores empresas que realizam blindagens automotivas? Faça uma cotação hoje mesmo com os parceiros do Soluções Industriais! 

E caso queira saber mais a respeito, temos conteúdos adicionais para você no final da página, confira!

Ver maisVer menos

Blindagem automotiva

Como é realizada a manutenção da blindagem automotiva?

Os carros com blindagem automotiva devem passar por manutenções com maior frequência do que os veículos convencionais. 

Isso porque componentes como suspensão, amortecedores, freios e pneus são diretamente afetados pelo peso da blindagem e, caso estejam danificados, podem comprometer a estabilidade do automóvel. 

A vida útil desses itens também é encurtada em carros blindados e, por isso, é recomendado realizar uma inspeção periódica mais rigorosa. 

Antes da manutenção, é necessário tomar alguns cuidados, como retirar do veículo qualquer item que possa ser acidentalmente derrubado e desligar o sistema de alarmes.

Feito isso, é hora de começar as checagens. Durante a inspeção, o técnico responsável verifica as condições de pastilhas de freio, molas, amortecedores (inclusive os das portas) e borrachas que compõem o sistema de blindagem. 

São analisados ainda o funcionamento do motor elétrico responsável pela abertura e fechamento dos vidros, o alinhamento das portas e a lubrificação das calhas das janelas. 

O prestador do serviço também busca por odores e ruídos incomuns, infiltrações e, no caso da manutenção de vidros blindados, trincas e rachaduras.  

No caso das janelas e para-brisa, pode ocorrer ainda o processo de delaminação de vidro, quando as camadas presentes no material se separaram, diminuindo a eficácia da blindagem.

Os proprietários dos veículos podem ter dúvidas sobre o período adequado para realizar a inspeção, portanto, é essencial que o prazo indicado seja perguntado à empresa prestadora do serviço, mas, no geral, a manutenção é feita a cada seis meses. 

Porém, caso apareçam alguns sinais de problemas na blindagem ou no desempenho do automóvel antes do prazo de manutenção, é recomendável procurar uma assistência técnica o mais breve possível.

Quais são os tipos de blindagem militar?

Além das blindagens convencionais, ainda existem níveis de proteção de uso restrito a militares e autoridades com permissões especiais. São os casos das blindagens de níveis III e IV.

A blindagem de nível III protege veículos contra tiros de todas as armas comumente encontradas, inclusive fuzis. 

Já as blindagens automotivas nível IV, além de suportar impactos de projéteis disparados por todas as armas citadas nos níveis de uso livre e no nível III, ainda resistem a descargas de metralhadoras.  

Vale a pena blindar um carro antigo? 

Os proprietários de carros antigos também podem se beneficiar das blindagens automotivas

Muitos veículos antigos possuem um valor sentimental para seus donos e, por isso, tornar o automóvel mais resistente por meio da blindagem é uma forma de prolongar a vida útil do bem. 

Por outro lado, os processos de blindagens automotivas devem ser ainda mais cuidadosos em carros com mais tempo de fabricação.

Pelo fato de aumentar o peso do veículo, a blindagem pode reduzir a velocidade e provocar um gasto maior de combustível e desgaste das peças.

Além disso, vale considerar que as modificações promovidas quando se blinda um carro são praticamente irreversíveis, por isso, caso o proprietário do carro queira manter uma característica específica do veículo, é necessário avisar com antecedência ao prestador do serviço. 

Porém, sabendo das vantagens da blindagem, vale a pena investir em algumas alterações que permitirão que o carro seja conservado por mais tempo, mesmo que contando com as medidas preventivas necessárias. 

Agora que você já sabe tudo sobre blindagens automotivas, faça uma cotação gratuita no Soluções Industriais e obtenha o auxílio dos melhores profissionais do segmento!

Galeria de Imagens

Estas imagens foram obtidas em bancos de imagens públicas e disponíveis livremente na internet

close

Envie um orçamento para

É GRATIS, rápido e sem compromisso!

Navegação