Buscas relacionadas:

Central de luz de emergência

A central de luz de emergência fornece energia às luminárias utilizadas em situações de risco. Composto por um circuito eletroeletrônico que identifica a ausência de correntes elétricas, o sistema é fundamental para empresas, indústrias, centros comerciais e condomínios residenciais. Saiba como funciona e as vantagens da instalação conferindo os tópicos abaixo!

  • O que é e para que serve a central de luz de emergência?
  • Como funciona a central de luz de emergência?
  • Vantagens da central de luz de emergência
  • Quando instalar uma central de luz de emergência?
  • Norma relacionada ao sistema de luz de emergência
central de luz de emergência central luz emergência 

O que é e para que serve a central de luz de emergência?

A central de luz de emergência fornece energia às luminárias quando ocorre uma interrupção no funcionamento do sistema elétrico.

Isso garante que os dispositivos responsáveis por iluminar ambientes em situações de risco continuem funcionando com eficiência. 

Graças à importante função cumprida por essa instalação, é possível evacuar residências, empresas, indústrias, estabelecimentos comerciais e muitos outros espaços de maneira rápida e segura.

Como funciona a central de luz de emergência?

A central luz de emergência é composta por um painel e um conjunto de baterias e dispositivos que as recarregam e monitoram, a fim de que estejam sempre prontas quando precisarem entrar em ação. 

Sistemas mais avançados ainda contam com recursos que identificam e previnem possíveis falhas, além de permitirem a programação de testes automatizados periodicamente. 

O circuito eletroeletrônico da central luz emergência é capaz de detectar instantaneamente a ausência de correntes elétricas e, a partir disso, encaminhar energia de suas baterias às luminárias com as quais estão conectadas via cabos.  

Vantagens da central de luz de emergência

O acionamento automático e a garantia de uma evacuação eficaz em diversos locais não são os únicos benefícios da central de luz de emergência.

O sistema é protegido contra sobrecargas e curto-circuitos, o que lhe garante uma longa vida útil, desde que usado adequadamente. 

Seu painel informa ao administrador do espaço em que está instalado sobre o status da carga das baterias e possíveis sobrecargas na placa do carregador, minimizando as chances de mau funcionamento. 

A central luz de emergência também é projetada para operar em condições extremas, como incêndios, e não apenas em pequenos incidentes. 

Ainda existem modelos que funcionam de forma mais econômica, o que ajuda a reduzir o consumo de energia.

Por fim, com a contratação de um técnico especializado, a instalação da central de luz de emergência se torna muito prática. 

Profissionais qualificados conseguem indicar o melhor sistema para o ambiente em questão e um bom ponto para colocar a central, além de instruir sobre os prazos das manutenções necessárias.  

Quando instalar uma central de luz de emergência?

Geralmente, os critérios levados em conta para definir a obrigatoriedade ou não de uma central de iluminação de emergência são: 

  • Área construída do estabelecimento (m²);
  • Tipo de ocupação ou empreendimento; 
  • Altura da construção;
  • Carga de incêndio (medida em MJ/m², refere-se às somas de energias que podem ser liberadas em um ambiente que possui materiais combustíveis).

É importante citar que cada estado brasileiro possui suas próprias regras relacionadas com a instalação, devendo o cliente ficar atento à legislação local antes de qualquer coisa.  

Embora a central luz de emergência não seja obrigatória em alguns casos, é recomendável contar com o sistema nas construções. 

Isso porque a queda de energia pode dificultar o processo de evacuação do local e gerar riscos à integridade física de moradores, trabalhadores ou clientes sendo fundamental o uso de um bloco autônomo de emergência.

Norma relacionada ao sistema de luz de emergência

No Brasil, a norma que estabelece as regras para a instalação, uso e manutenção de iluminação de emergência é a ABNT NBR 10898.

Além de definir critérios relacionados à luminária de emergência e ao bloco autônomo, a norma impõe requisitos aos ambientes que irão receber esses dispositivos. 

Em resumo, é indispensável que os dispositivos sejam usados exclusivamente para a função de central de iluminacao de emergencia em situações de riscos.

Eles também precisam estar instalados em pontos onde não possam provocar acidentes ou obstruir o tráfego de pessoas, especialmente em rotas de fuga. 

Assim como a central luz de emergência, os aparelhos de iluminação devem passar periodicamente por manutenções preventivas e reparos.

Quer obter o auxílio dos maiores especialistas em central luz de emergência? Faça uma cotação gratuita no Soluções Industriais e aproveite o que existe de melhor no segmento!

Mas caso deseje mais informações sobre o tema, leia o conteúdo que disponibilizamos para você no final da página!

Ver maisVer menos

Central de luz de emergência

A central de luz de emergência distribui energia armazenada em suas baterias para itens como uma luminária de emergência.

O sistema é indispensável para ambientes com um grande tráfego de pessoas, já que ajudam a garantir iluminação necessária em casos de desabastecimento de eletricidade. 

O Soluções Industriais é a melhor plataforma B2B do Brasil, e reúne os profissionais referência em central luz de emergência para você fazer uma escolha assertiva. Solicite seu orçamento! 

Galeria de Imagens

Estas imagens foram obtidas em bancos de imagens públicas e disponíveis livremente na internet

close

Envie um orçamento para

É GRATIS, rápido e sem compromisso!

Navegação