Buscas relacionadas:

álcool etílico

O álcool etílico, ou etanol, é uma fonte de energia renovável fabricada a partir da fermentação de açúcares e cereais. A substância pode ser usada na produção de bebidas, cosméticos, solventes, tintas, produtos de limpeza e até mesmo vacinas e antibióticos. Quer saber mais sobre os benefícios, tipos e aplicações deste álcool? Confira os tópicos abaixo! 

  • O que é e para que serve o álcool etílico?
  • Principais benefícios que o álcool etílico proporciona
  • Como armazenar o álcool etílico da maneira correta?
  • Como é feita a fabricação do álcool etílico?
Álcool etílico

O que é e para que serve o álcool etílico?

O álcool etílico, também chamado de etanol, é um líquido incolor e inflamável que pode ser produzido por meio da hidratação do etileno, redução do acetaldeído ou fermentação de açúcares e carboidratos por meio de leveduras.

Trata-se de um composto orgânico usado na indústria para diversas finalidades, como na produção de bebidas alcoólicas, tintas, solventes e produtos de limpeza.

Além disso, a substância tem um importante papel na indústria farmacêutica, pois a partir dela é possível fabricar vacinas, antibióticos e antissépticos.

Já na indústria cosmética, o álcool etílico está presente em perfumes, loções, cremes, desodorantes e outros produtos de higiene.

O etanol é ainda uma fonte de energia limpa e renovável, utilizada como alternativa de combustível sustentável, uma vez que sua produção tem baixa emissão de poluentes e a matéria-prima é inesgotável.

Normalmente, o álcool etílico é classificado de acordo com sua graduação alcoólica e presença de outras substâncias, assim como o álcool etílico absoluto, o que permite uma grande variedade de tipos e aplicações. Por exemplo:

Etanol anidro x hidratado

O etanol pode ser dividido em dois principais tipos: o anidro e o hidratado, que se diferem no percentual de concentração de água. 

No etanol anidro, o teor de água pode chegar a 0,5%, enquanto no hidratado o percentual é de até 5%. Isso significa que o primeiro é um tipo de álcool muito mais concentrado, chegando a ser quase puro.  

Etanol hidratado industrial

O etanol hidratado industrial é usado na fabricação de produtos que não são destinados ao consumo humano, como tintas e inseticidas. 

Sua graduação alcoólica varia de acordo com cada aplicação, mas, em geral, fica em torno de 94,0% m/m (96º GL), apresentando baixos teores de impurezas.

Etanol hidratado neutro

O etanol hidratado neutro é produzido a partir da combinação de dois processos essenciais: hidrosseleção e repasse. 

Isso garante um alto grau de pureza ao produto final, tornando-o adequado para usos nobres, como nas áreas médicas e veterinárias.

Etanol comum

Também conhecido como etanol hidratado carburante, esse tipo é muito usado como combustível para automóveis e pode ser encontrado em postos de gasolina. Sua composição varia entre 95,1% e 96% de etanol e o restante é água.

Etanol anidro industrial e neutro

A nomenclatura “anidro” significa sem (ou quase sem) água, o que caracteriza a composição desse tipo de etanol.

Em resumo, a substância é muito usada na fabricação de vernizes, tintas, inseticidas, fungicidas e desodorantes de ambiente. 

O etanol anidro e neutro também é usado como mistura na gasolina, justamente por não apresentar níveis significativos de água.

A composição é chamada de gasolina E22, pois o percentual de etanol anidro na gasolina costumava ser de 22%, mas atualmente a lei autoriza o uso de 18% a 27,5%. 

Já o etanol anidro neutro costuma ser usado em produtos alimentícios e farmacêuticos quando estes não podem apresentar substâncias residuais.

É fundamental citar que o álcool etílico preço pode variar de acordo com o tipo de produto escolhido, pois suas propriedades e aplicações costumam ser diferentes. 

Principais benefícios que o álcool etílico proporciona

Assim como o álcool isopropílico, que apresenta ação esterilizante e solvente, o álcool etílico tem um importante papel em áreas residenciais, comerciais e industriais. 

Isso porque a substância apresenta diversos benefícios, que otimizam processos de limpeza, desinfecção e conservação de superfícies e objetos.

Dentre as principais vantagens do álcool etílico, é possível destacar:

Solvente multiuso

O álcool etílico é um tipo de solvente universal muito utilizado na produção de produtos farmacêuticos, cosméticos, tintas, vernizes, resinas, adesivos, plásticos, borrachas, entre outros. 

Um diferencial do etanol é que ele é um tipo de solvente bipolar, o que significa que é capaz de dissolver facilmente substâncias orgânicas apolares, como a graxa. Por isso, é comum encontrá-lo como álcool etílico para limpeza.

Biocombustível

O álcool etílico é uma importante fonte de energia renovável, sendo considerado um biocombustível por ser produzido a partir de matérias-primas vegetais, como a cana-de-açúcar, milho, beterraba e mandioca.

Como os produtos podem ser cultivados e replantados infinitas vezes, os recursos para produção do etanol são renováveis, o que contribui para uma produção sustentável de combustível.

Como combustível automotivo, o álcool etílico é capaz de atingir altas taxas de compressão, o que fornece maior potência aos motores. 

Além disso, o etanol pode ser consumido pelos veículos até 30% mais rápido do que a gasolina comum e costuma ser mais barato, principalmente em época de safra. 

Vale ressaltar que o etanol anidro é encontrado em boa parte da gasolina nacional, enquanto o etanol comum é mais utilizado em veículos compatíveis ou Flex, pois a água presente na substância pode danificar os modelos à gasolina.

Energia limpa

O álcool etílico é uma fonte de energia limpa, pois sua emissão de gases poluentes é muito inferior à que é emitida na queima de gasolina comum, chegando a ser 80% menor. 

Isso ajuda a diminuir os níveis de CO2, um dos principais gases do efeito estufa, além de ser uma alternativa sustentável para o meio ambiente.

Solúvel em água

O álcool etílico é um composto solúvel em água, o que minimiza os impactos ambientais em casos de vazamento na corrente hidráulica ou no solo. 

Isso também é útil para a fabricação de bebidas alcoólicas e de soluções que requerem uma concentração precisa do álcool.

Além disso, o fato da substância ser solúvel em água permite que ela seja facilmente absorvida pelo corpo, o que é importante após a ingestão dos drinks.

Esses são alguns dos principais benefícios que o álcool etílico proporciona, além de ser um produto de fácil fabricação que gera empregos em várias etapas da cadeia produtiva.

Como armazenar o álcool etílico da maneira correta?

O álcool etílico é um produto inflamável que pode causar acidentes se não for armazenado corretamente. 

Portanto, é essencial tomar alguns cuidados para guardá-lo, principalmente em casos de grandes quantidades.

A seguir, saiba como armazenar o álcool etílico corretamente:

  • Recipiente: o álcool etílico, assim como outras substâncias inflamáveis e combustíveis, deve ser armazenado em recipientes menores que 1 (um) litro em laboratórios e em outros pontos de uso;
    • Os recipientes guardados fora das áreas internas de armazenamento dos setores não podem ter uma capacidade superior a 5 litros, a menos que sejam mantidos em frascos de segurança que possuem volume máximo de 10 litros;
    • Caso não haja um armário corta-fogo disponível, é recomendado armazenar no máximo 40 litros de álcool, observando as exigências de localização e prevenção de incêndios;
    • Se não for possível armazenar o álcool etílico conforme citado, sugere-se a distribuição do álcool em salas que atendam aos critérios abaixo, além de reduzir o volume armazenado da substância;
  • Manter longe do fogo: o álcool etílico deve ser mantido em local seco e arejado, bem como longe do sol, fogo, materiais inflamáveis e fontes de ignição;
  • Rótulo e identificação: é importante rotular o recipiente com informações como o nome do produto, data de fabricação, data de validade e concentração de álcool;
  • Sinalização: conforme a norma NBR 1682/2020, é necessário que a sala tenha sinalização indicando a proibição de fumar e a não produção de chamas;
  • Disponibilidade de extintor de incêndio: é recomendado que um extintor de incêndio do tipo 2A:20BC seja disponibilizado no local de armazenamento, instalado externamente ao lado da porta de acesso;
    • É fundamental que haja profissionais capacitados no local para manusear o extintor de incêndio caso seja necessário;
  • Caixas devidamente lacradas: as caixas armazenadas devem estar lacradas e, ao serem abertas, as garrafas precisam ser distribuídas nos setores onde serão utilizadas;
  • Rota de fuga: o local de armazenamento não deve ser situado em uma rota de fuga, a fim de não dificultar a saída em casos de emergência.

Seguindo essas orientações, é possível garantir a segurança dos produtos e dos profissionais que irão manuseá-los.

Como é feita a fabricação do álcool etílico?

O álcool etílico é fabricado em usinas a partir da fermentação de açúcares, como a sacarose, a glicose e a frutose, ou cereais, sendo os mais utilizados a cana-de-açúcar, o milho, a beterraba e a mandioca.

A fabricação do etanol por cana-de-açúcar, por exemplo, ocorre da seguinte forma:

Moagem

Ao chegar na usina, a cana-de-açúcar é transportada por roletes e passa por uma lavagem para remover toda a terra e impurezas do produto. Em seguida, a cana é moída ou triturada até que todo o material tenha sido processado.

Desse material, aproximadamente 70% é convertido em melaço, enquanto 30% da parte sólida se transforma em bagaço, que pode ser queimado para gerar energia. 

Refinamento

Nessa etapa, o melaço é peneirado para eliminar quaisquer resquícios de substâncias sólidas, como areia, argila ou fragmentos do bagaço.

Depois, ele é colocado em um tanque para descansar, a fim de deixar as impurezas restantes decantarem no fundo do reservatório. 

Após a decantação, o melaço recebe o nome de “caldo clarificado” e passa por uma última esterilização, feita a base de calor, para remover as últimas impurezas. 

Então, uma parte do caldo é destinada para a produção de açúcar e a outra para a fabricação do álcool etílico.

Fermentação

O caldo é levado para grandes tanques chamados dornas, onde receberá um determinado fermento que contém microorganismos.

Essas leveduras presentes no fermento se alimentam do açúcar contido no caldo, processo no qual as moléculas de sacarose são quebradas, produzindo gás carbônico e etanol.

Com isso, o caldo é transformado em uma espécie de vinho fermentado, que sofre um aquecimento durante as reações químicas provocadas pela fermentação. 

Esse vinho é resfriado por uma corrente de água que envolve o tanque, método semelhante ao banho-maria.

Destilação

Como o vinho fermentado é composto por água e somente 10% de álcool, é necessário o processo de destilação, no qual o vinho é fervido e evaporado para, em seguida, condensar com seus componentes separados.

Após a condensação, é possível obter o etanol hidratado com teor alcoólico de 96%, que pode ser utilizado como combustível e em diversas outras aplicações.

Já para produzir o álcool anidro, parte desse álcool etílico deve ser desidratado, a fim de obter uma pureza de 99,5%.

Por fim, ambos os produtos são armazenados em tanques até que as empresas responsáveis os encaminhem para seus destinos determinados, sejam postos de combustíveis ou laboratórios farmacêuticos.

Quer saber mais sobre o álcool etílico? Confira o conteúdo disponibilizado no final da página e aproveite as ofertas exclusivas do Soluções Industriais! 

Ver maisVer menos

álcool etílico

O álcool etílico, ou etanol, é amplamente utilizado como combustível por ser uma fonte de energia limpa, renovável e sustentável. 

Assim como o álcool isopropílico, o álcool etílico também tem excelente capacidade desinfetante e antisséptica, além de ser um solvente universal.

Se você se interessou pelo produto, solicite um orçamento no Soluções Industriais e aproveite o que existe de melhor no segmento! 

Galeria de Imagens

Estas imagens foram obtidas em bancos de imagens públicas e disponíveis livremente na internet

close

Envie um orçamento para

É GRATIS, rápido e sem compromisso!

Navegação